domingo, 1 de outubro de 2017

Fé na rede: A catequese virtual

 
Os anos 90 foi palco de uma verdadeira invasão das igrejas evangélicas na programação dos canais de televisão brasileiros. Esse fenômeno gerou um crescimento escalar no número de fieis de igrejas como, por exemplo, a Universal do Reino de Deus, que em 1989 comprou a Rede Record. Como uma forma de resposta, se inicia uma crescente re-inserção católica dentro do campo midiático-televisivo visto que os frades Capuchinhos eram proprietários da TV Difusora de Porto Alegre, como afirma Antônio Mendes da Costa Braga. Esse processo pode ser observado na criação da TV Canção Nova (1989), da Rede Vida (1995) e da TV Século XXI (1999).

Porém, se a inserção da Igreja Católica na programação televisiva teve um viés de reposicionamento social frente a perca de fieis, o seu ingresso na internet teve outro objetivo. A presença católica na web tem principalmente dois objetivos: o diálogo e a formação dos fieis. Ao analisarmos as redes sociais de personalidades como, por exemplo, o padre Fábio de Melo observamos uma postura que visa dialogar não só com os fieis católicos, mas que busca estar na fronteira entre diversos pontos de vista, desmistificando a imagem do clérigo e da própria Igreja.

No entanto, um fenômeno mundial também atingiu os fieis católicos. De acordo com Mauricio Mota e Suzana Pedrinho, “O YouTube e todos os portais de vídeo on-line que o seguiram transformaram definitivamente a nossa maneira de absorver conteúdo”, sendo agora o momento de “descobrir o que essas novas ferramentas – Facebook, Twitter e YouTube - podem fazer daqui para frente”. Essa questão pode ser observada no site do Padre Paulo Ricardo, ao acessar a plataforma é possível encontrar diversos meios de evangelização e formação que se adéquem a vida contemporânea. Nesse sentido, o YouTube transformou as aulas de catequese em espaços multimídias e com inúmeras possibilidades de aprendizado.  
O site de nome Christo Nihil Praeponere (a nada dar mais valor que a Cristo, livre tradução do autor) é uma resposta ao chamado de Bento XVI a presença dos sacerdotes a estarem presentes no mundo digital se beneficiando do "contributo da nova geração de audiovisuais [...] que representam ocasiões inéditas de diálogo e meios úteis inclusive para a evangelização e a catequese” (Mensagem para o dia Mundial das Comunicações, 2010).

O propósito de evangelização, catequese e diálogo é buscado através da proximidade com o internauta como, por exemplo, no quadro “Ao vivo com Padre Paulo Ricardo” que acontece toda semana e é composto por dois momentos: um de exposição de algum assunto e outro de resposta a perguntas feitas em tempo real pelo chat. Há também dois programas voltados para meditações bíblicas, um com uma freqüência semanal (Testemunho de fé) e outro diário (Homília diária). Já o programa “A Resposta Católica” tem o objetivo de responder de forma breve a dúvidas recorrentes dos fieis. Todo o conteúdo produzido fica disponível no site e pode ser acessado no formato de vídeo, áudio e texto. O site apresenta também uma área de cursos mais aprofundados sobre diversos temas com acesso restrito a assinantes e um blog.



Contudo, o maior ganho que o site pode oferecer aos fieis é a possibilidade de ter contato com conteúdos que geram dúvidas na vivencia da fé de forma fácil e de qualidade, aproximando a doutrina e os ensinamentos da Igreja com o grande público. O site Christo Nihil Praeponere é um excelente exemplo de adaptação de conteúdos aparentemente complexos para o grande público. Nele podemos ver a convergência de vários tipos de produtos comunicacionais – vídeo, áudio e texto – em uma só plataforma, o que permite a uma maior acessibilidade e abre espaço para todos os públicos interessados independente de já terem um conhecimento religioso. Outro ponto, é a possibilidade de diversificação de conteúdos em uma escala de cadeia temática semelhante às indicações feitas pelo YouTube de acordo com o perfil do usuário.

Atualmente, o Christo Nihil Praeponere é sem dúvida o site mais completo de comunicação católica disponível no Brasil. Nos últimos anos, o seu crescimento tem possibilitado investimentos técnicos como: novos planos e cenários; melhora técnica de iluminação e áudio; e uma maior frequência de postagem. Após esse o processo de inserção e aperfeiçoamento da religião na web, resta-nos saber quais os próximos passos da religião na utilização dos meios comunicacionais para se aproximar dos fieis.
 

Nenhum comentário:
Escrever comentários